Plantas Medicinais

Formas de preparar as suas plantas medicinais

Infusão, decocção ou maceração. Em muitas receitas naturais encontra estes termos. Saiba o que são e como tirar o maior partido de todos eles.

Infusão - é conhecida popularmente por chá. Geralmente são utilizadas as partes tenras (folhas, flores, caules tenros). Quando a água alcançar fervura verte-se então sobre as partes da planta. Tapa-se durante cerca de 10 minutos e em seguida é só coar e beber.


Decocções - utilizam-se as partes mais grosseiras da planta (caules, raízes, cascas ou sementes) que são

colocadas na água fria. Quando a água alcança fervura deixa-se cozinhar cerca de 15 minutos. Findo este tempo, remove-se do calor e deixa-se infundir cerca de 10 minutos antes de coar e beber.


Maceração - pode usar todas as partes da planta. Consiste em picá-la e juntar-lhe um líquido de forma a preservar e a extrair todos os seus benefícios. Normalmente para fins terapêuticos usa-se o álcool etílico e

para a culinária o vinagre ou vinho. Se estiver a utilizar as partes da planta mais macias como folhas e flores,

deixe repousar durante cerca de 12 horas nesse líquido. Se, por outro lado, estiver a macerar os talos e raízes, pode deixar submersos durante 24 horas. Antes de usar humedeça uma compressa com esse líquido e está pronto a utilizar.

Atenção

A quantidade de ervas recomendada é sempre medida em ervas secas e não frescas, uma vez que, quando frescas, as plantas apresentam uma maior quantidade de água que diminui a concentração dos compostos activos e eventualmente uma maior concentração de compostos tóxicos.