Solvay&Hovione atribuem 20 mil euros concurso SHIC'11

 

SOLVAY E HOVIONE DISTINGUEM INOVAÇÃO NACIONAL

 

● Concurso SHIC'11 premeia investigadores portugueses com 20 mil euros

● Dois projectos vencedores foram seleccionados entre 44 candidaturas

 

A SOLVAY PORTUGAL e a HOVIONE encerraram a 2ª edição do concurso Solvay & Hovione Innovation Challenge (SHIC'11) com a atribuição de dois prémios no domínio da inovação e do empreendedorismo. Direccionada a docentes, investigadores e estudantes universitários em Portugal, a iniciativa pretendeu diferenciar e apoiar ideias e projectos na área da investigação científica.

 

O prémio monetário atribuído às duas ideias vencedoras, num total de 20 mil euros, tem por objectivo ajudar a financiar os projectos. A este estímulo acresce o fato de os candidatos ao concurso beneficiarem da oportunidade de concretizarem contactos privilegiados com a comunidade empresarial, potenciando a sua visibilidade e a angariação de interessados na concretização destas ideias.

 

As duas equipas premiadas foram seleccionadas entre 44 ideias candidatas, que resultam do envolvimento de investigadores, docentes e estudantes universitários. A forte adesão a este desafio resulta também do esforço iniciado em 2008, aquando do lançamento da primeira edição deste concurso. O SHIC'11 implicou a realização de um road-show de contacto, que visitou, ao longo de seis meses, 14 instituições de ensino universitário, com equipas das duas empresas a promoverem sessões de divulgação e a visitarem os laboratórios.

 

Este certame envolveu personalidades do meio académico e instituições das áreas de investigação em análise. Além de responsáveis da Solvay e Hovione, o júri do concurso integrou representantes dos quatro parceiros institucionais (Sociedade Portuguesa de Química, Colégio de Engenharia Química e Biológica da Ordem dos Engenheiros, Colégio de Especialidade em Indústria Farmacêutica da Ordem dos Farmacêuticos e Agência de Inovação) e docentes universitários de prestigiado currículo.

 

João Lobo Antunes, Conselheiro de Estado, neurocirurgião e Presidente do Instituto de Medicina Molecular, enaltece a iniciativa SHIC'11 e realça a importância da investigação científica no meio académico, no encerramento desta cerimónia: "Devemos celebrar persistentemente os projectos criados nos laboratórios das faculdades portuguesas. O ensino universitário deverá ter como missão aliar-se à indústria e à produtividade, contribuindo para um aumento no PIB nacional. O investimento em I&D ainda é de apenas 1,9%, valor abaixo do objectivo 3% estipulado pela Comissão Europeia."

 

SOBRE OS PRÉMIOS

 

O Prémio Solvay, vocacionado para as áreas da Química, Engenharia Química, Materiais e Ambiente, foi ganho pelo projecto "Dye-Sensitized Solar Cells: A New Vision For Making It A Competitive Technology", desenvolvido por Adélio Mendes, Luísa Andrade e Joaquim Gabriel, docentes investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

 

O Prémio Hovione, relativo às áreas da Química Fina e do Desenvolvimento Farmacêutico, foi ganho pelo projecto "Molecularly Imprinted Devices for purification of APIs", desenvolvido pela investigadora Teresa Casimiro, do Laboratório REQUIMTE, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Esta proposta contou igualmente com o apoio das investigadoras Ana Isabel Aguiar Ricardo, Mara Soares da Silva e Raquel da Costa Viveiros.

 

A Hovione distinguiu mais duas candidaturas com menções honrosas. A primeira foi entregue ao projecto "Affinity Layering - An Innovative Approach Towards Cancer Theranostics", da equipa do Grupo de Engenharia Biomolecular, da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, liderada pela Professora Ana Cecília Roque e que contou com o apoio das estudantes de doutoramento Ana Sofia Pina, Íris Batalha e Susana Palma.

 

A segunda menção honrosa foi atribuída à ideia "Super-minocycline, The stable, high-temperature resistant, novel minocycline polymorph", do Grupo de investigadores, Miguel Ângelo Rodrigues, Luís Padrela, Henrique Santos de Matos, Edmundo Gomes de Azevedo, Lídia Veloso Pinheiro, António José Neves Almeida, do Instituto Superior Técnico e da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

 

SOBRE OS PROMOTORES

 

A Solvay é um grupo industrial internacional do sector químico comprometido num desenvolvimento sustentável, com claro enfoque na inovação e na excelência operacional.

A recente aquisição da empresa de químicos de especialidade Rhodia criou um novo actor de dimensão global, que realiza 90% das vendas em mercados em que ocupa as três primeiras posições mundiais. A Solvay oferece um vasto leque de produtos, que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e do desempenho dos seus clientes em mercados como bens de consumo, construção, automóvel, energia, água e ambiente, e electrónica. O grupo tem sede em Bruxelas e emprega cerca de 30 mil pessoas em 55 países. Em 2010, o Grupo registou um volume de vendas (pró forma) consolidado de 12 mil milhões de euros. A Solvay SA está cotada em bolsa, na NYSE Euronext (SOLB.BE - Bloomberg: SOLB.BB - Reuters: SOLBt.BR). No complexo industrial de Póvoa de Santa Iria, a Solvay produz, desde 1934, químicos de base para as indústrias do vidro, pasta e papel, detergência e química, entre outras, sendo responsável por cerca de 300 postos de trabalho directos e 150 indirectos.

Mais informação em www.solvay.pt.

 

A Hovione é uma empresa portuguesa dedicada à saúde humana, com 52 anos de experiência no desenvolvimento e fabrico de substâncias activas farmacêuticas. Com cinco fábricas, em Portugal, EUA, Macau, China e Irlanda, a empresa emprega 1150 colaboradores, entre os quais 180 investigadores, e exporta os seus produtos para os mercados mais exigentes do mundo. Em 2010, registou um volume de negócios de 112 milhões de euros.

Mais informação em www.hovione.pt.