Acupuntura estimula fertilidade em mulheres



Infertilidade afecta 10% dos casais portugueses
Acupuntura estimula fertilidade em mulheres
De acordo com estudo divulgado pela Cornell University e Meridian Medical, em Nova York, as mulheres que tentam engravidar podem ser beneficiadas pela Acupuntura.
Segundo os pesquisadores, os benefícios da técnica para a fertilidade feminina revelou que esta pode ajudar a reduzir o stresse, aumentar o fluxo sanguíneo para os órgãos reprodutivos e ajudar a normalizar a ovulação, factores necessários para o sucesso da concepção.

Em relação a explicações ocidentais sobre estes resultados, os pesquisadores descobriram que a técnica pode exercer influência sobre centros no cérebro que afectam a ovulação, reduzindo o stress e promovendo a fertilidade. Esta tendência explica por que mulheres extremamente stressadas geralmente têm o período afectado e por que casais geralmente concebem quando estão em viagem ou outras actividades de lazer.

"Muitos estudos anteriores já haviam avaliado os benefícios da Acupuntura quando associada a outros tratamentos de fertilização, como a fertilização in vitro, comprovando a eficácia das tuas técnicas conjugadas. Entretanto, este novo estudo vem demonstrar que mulheres que usaram apenas a Acupuntura como terapia, sem outros tratamentos de fertilização, se mostraram tão propensas a conceber quanto às pacientes de fertilização in vitro. Esta conclusão indica que a Acupuntura pode ser utilizada sozinha como tratamento padrão", explica a Dra. Wenqian Chen, Médica especialista em Medicina Tradicional Chinesa do Centro de Terapias Chinesas (CTC).

A antiga terapia que surgiu na China há mais de 2.000 anos, consiste na inserção de agulhas em pontos específicos do corpo. De acordo com a teoria da Medicina Tradicional Chinesa, estes pontos são conexões com vias de energia (meridianos) que correm pelo corpo, e a técnica ajudaria a manter este fluxo energético natural. Em Portugal, um em cada 10 casais tem dificuldade em engravidar. Os casais inférteis esperam, em média, 11 meses pelos tratamentos e mais nove para engravidar, tornando o processo doloroso e desgastante. Os custos são apontados como principal entrave à terapia, uma vez que a fertilização in vitro ronda os 3.800€ e outras técnicas ocidentais conjugadas podem atingir os 20.000€.
O Centro de Terapias Chinesas (CTC) está sediado em Portugal desde o ano de 1993 dedicando-se à divulgação, tratamento e ensino da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Foi fundado pela Dra. Wenqian Chen, licenciada pela Faculdade de Medicina Tradicional Chinesa de Tianjin. O CTC conta já com dezenas de milhares de pacientes e alunos, que variam na faixa etária entre os 6 meses de idade e os 96 anos, tendo capacidade de atendimento de 6 a 8 pessoas por hora. Possui a maior equipa de Médicos de MTC da China, e terapeutas credenciados pelo próprio Centro, os quais garantem a seriedade e a eficácia do mais vasto leque de terapias dentro da MTC.
Morada: Av. António Augusto Aguiar, 56 – 1º 1050-017 Lisboa (em frente ao Metro Parque)
Tel. 213161446 ou 925402102