Diálise Peritoneal é 87M€ mais económica para o SNS do que Hemodiálise


Custos de tratamento dos 10 mil doentes equivalem a 3,3% do OE do Ministério da Saúde

ESTADO PODE POUPAR 87M€ EM TRATAMENTOS DE DIÁLISE SE INCENTIVAR DIÁLISE PERITONEAL EM DETRIMENTO DE HEMODIÁLISE

Em Portugal há cerca de 14 mil pessoas com Insuficiência Renal, das quais, 10 mil fazem Diálise. Existem duas opções de Diálise: Diálise Peritoneal (em que o tratamento é feito em casa do doente) ou numa clínica privada (Hemodiálise). A eficácia terapêutica de ambas é exactamente a mesma, no entanto, a Diálise Peritoneal, apresenta uma série de vantagens: não exige acesso vascular, o que diminui a probabilidade de infecções; o doente faz o tratamento na comodidade do lar e à hora que preferir, o que representa ganhos consideráveis em termos de qualidade de vida; é cerca de 30% mais económica para o Estado, uma vez que se poupa em materiais, avenças a privados e transporte.

As pessoas com Insuficiência Renal têm os tratamentos comparticipados, na íntegra, pelo Estado. Um doente a fazer Hemodiálise custa, em média, entre 450€ e 470€ por semana, o que significa que, por mês, o valor se aproxima dos 1900€. A despesa anual ronda 290 Milhões de Euros (M€), sendo equivalente a 3,3% do Orçamento do Ministério da Saúde. OS custos com a Diálise Peritoneal são 30% mais baixos, ou seja, se este tratamento ganhar maior expressão, o Estado pode poupar cerca de 87M€/ano.

"A maioria dos doentes que começa a fazer Hemodiálise nunca foi informada de que podia fazer o tratamento em casa, ou seja, da opção da Diálise Peritoneal. Os médicos não apresentam aos doentes as alternativas terapêuticas que existem e encaminham directamente para as clínicas de Hemodiálise. Todos os doentes têm o direito de escolher qual a técnica ou a modalidade de tratamento que lhes seja mais conveniente e isso não está a acontecer", explica Carlos Silva, Presidente da Associação Portuguesa de Insuficientes Renais (APIR).

Portugal é um dos países da Europa com maior taxa de doentes com Insuficiência Renal. Apesar de ser uma terapêutica que permite uma maior autonomia e estabilidade na rotina diária dos doentes, a Diálise Peritoneal é ainda pouco utilizada em Portugal, não tendo a expressão da realidade europeia. De acordo com dados de 2010, dos cerca de 10 mil doentes a fazer Diálise, aproximadamente 10.150 realizam tratamento de Hemodiálise e apenas 650 fazem Diálise Peritoneal.