Joanetes podem provocar úlceras no pé

Deformidade é mais comum nas mulheres

 

Os joanetes são uma deformidade do dedo grande do pé, mais comum nas mulheres, e podem ter sintomas como dores, edema e por vezes úlceras no pé.

"Os joanetes podem ser congénitos ou adquiridos e são mais comuns nas mulheres do que nos homens. Os sapatos inadequados com saltos altos e estreitos à frente e a obesidade são motivos para o aparecimento de joanetes", explica Paulo Amado, Coordenador da Ortopedia do institutocuf.

As principais consequências dos joanetes são o aparecimento dos dedos em garra e em martelo e a dor derivada da compressão da bolsa localizada na base do dedo grande contra o sapato. E acrescenta: "No caso de joanete ligeiro ou sem dor, aconselhamos a usar sapatos mais largos à frente e arredondados. Se a dor for significativa ou severa, a cirurgia pode estar indicada para resolver o problema definitivamente e evitar o aparecimento de deformidades associadas".

Antes da cirurgia é necessário manter a higiene diária dos pés, em especial uma semana antes da cirurgia, lavando os pés com sabão antisséptico; a pele dos pés deve estar livre de infecções ou feridas, as unhas devem ser cortadas e não podem estar pintadas. A operação cirúrgica demora entre 40 a 60 minutos e o internamento pode ir até 3 dias, normalmente 2 dias. Se for por cirurgia per cutânea pode até ser em ambulatório, ou seja, ter alta no mesmo dia.

Após a cirurgia, o paciente terá algumas condicionantes com o calçado, nos três meses seguintes, e pode necessitar de fisioterapia, facilitando desse modo a recuperação da mobilidade.

O institutocuf diagnóstico e tratamento, inaugurado em 2007, é uma unidade de ambulatório de elevado perfil tecnológico e com um corpo clínico de elevada diferenciação, disponibilizando bloco de cirurgia ambulatória, consultas de especialidade e uma oferta alargada de exames.