Linha Cancro

um serviço de referência no apoio à pessoa com cancro e seus familiares


A Liga Portuguesa Contra o Cancro dedica o ano de 2012 a uma campanha de Prevenção do Cancro Colorrectal, uma das principais causas de morte por cancro em Portugal

O Cancro é uma das principais causas de morte no mundo
LINHA CANCRO: 808 255 255 Horário: 2ª a 6ª (dias úteis das 09h às 18h linhacancro@ligacontracancro.pt www.ligacontracancro.pt




Todos os anos, desde 2000, a Organização Mundial da Saúde alia-se à União Internacional Contra o Cancro, para promover o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro no dia 4 de Fevereiro. Com esta efeméride, apela-se à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro.

Aproveitando o lema da efeméride em 2012 — "Juntos é possível", e porque "apenas se cada um (organizações, governos, indivíduos) fizer a sua parte será possível reduzir em 25%, até 2025, mortes prematuras de cancro e outras doenças não transmissíveis no mundo", conforme informação disponibilizada no Portal da Saúde do Governo, a Liga Portuguesa Contra o Cancro divulga um dos serviços que presta à comunidade, em particular ao doente oncológico: a Linha Cancro.

Inaugurada precisamente num Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, a 4 de Fevereiro de 2008, a celebrar portanto o quarto ano de existência, com o apoio do Ministério da Saúde a partir de Março de 2011, a Linha Cancro é um projecto de apoio à pessoa com cancro, seus familiares e amigos. Aconselhar, educar, encaminhar, informar, tranquilizar, sensibilizar, esclarecer e motivar são os objectivos deste serviço de referência no apoio à pessoa com cancro e seus familiares.

A ajuda disponibilizada na Linha Cancro centra-se em quatro áreas de intervenção: o apoio social, o apoio emocional, o esclarecimento sobre a respectiva legislação e os direitos da pessoa com doença oncológica, além de informações sobre a doença e o seu respectivo tratamento. Os contactos são recebidos por enfermeiros e psicólogos especializados em oncologia, com o propósito fundamental de motivar e complementar o acompanhamento médico.

Os dados de 2011 indicam que na Linha Cancro foram atendidas 2445 chamadas, com um tempo médio de duração de pouco mais de seis minutos, e respondidos 276 e-mails. O dia de semana com maior procura é a terça-feira (35,5%), sendo 8 a média de chamadas diárias atendidas. Recorde-se que a Linha Cancro funciona de segunda a sexta, das 9:00 às 18:00 e os períodos de maior procura ocorrem às 10:00 e das 15:00 às 16:00.

Continua a verificar-se que os utilizadores são maioritariamente o próprio doente oncológico e do sexo feminino. De salientar ainda a procura efectuada pelo público em geral e profissionais de saúde. Geograficamente o distrito com maior número de chamadas é o de Lisboa. seguido do Distrito do Porto, com 46% e 32% respectivamente.

A tipologia de assuntos que mais motiva a procura do serviço continua a ser a informação sobre a doença, os direitos das pessoas com cancro e as acções de rastreio. As patologias mais questionados do sexo feminino continuam arepresentar a maioria das chamadas: cancro da mama (56%) e cancro do colo do útero (6%). A procura de informação sobre o cancro colorrectal, uma das principais causas de morte por cancro em Portugal, diminuiu de 12%, em 2010, para 7%, em 2011. Prevê-se que a Campanha de Prevenção Nacional do Cancro Colorrectal, a decorrer em 2012, venha a alterar estes dados.