Serviço de Teleassistencia da Cruz Vermelha Portuguesa cresce no segmento Sénior




Contra a solidão com Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa

 

 

Serviço de Teleassistencia da Cruz Vermelha Portuguesa cresce no segmento Sénior

 

 

O serviço Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa constitui um inovador serviço de apoio telefónico destinado a prestar apoio na área da saúde, segurança ou simplesmente por uma questão social, combatendo a solidão. Lançado em 2008, esta é uma plataforma de comunicação e apoio que tem vindo a crescer, verificando-se uma grande adesão por parte da 3º idade (cerca de 80% das subscrições). Mais do que a saúde e a segurança do utente é a solidão que constitui o principal motivo para a subscrição do serviço de teleassistência.

 

 

Anualmente são realizadas pelos serviços da Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa mais de 10.000 chamadas telefónicas. Trata-se de um simples acto que para muitos constitui uma forma de combater a solidão. É através deste serviço que a Cruz Vermelha Portuguesa, recorrendo a uma equipa de profissionais, acompanha regularmente a vida de muitos idosos, monitorizando não só o seu estado de saúde mas também disponibilizando tempo para ouvir e falar com quem se encontra só. Com um forte incremento nos centros urbanos este serviço é, na sua maioria, subscrito por amigos e familiares dos utentes que assim procuram asseguram o acompanhamento do idoso.

 

Segundo Ana Margarida Soares, responsável pelo serviço de teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa «a solidão é sem duvida um dos maiores problemas dos nossos idosos. Ainda que com maior incidência nos centros urbanos, é normal encontrarmos idosos que, pelas mais diversas circunstancias, se encontram sozinhos e numa situação de total fragilidade. É nestes casos que a teleassistencia se torna por vezes a única presença na vida de quem se encontra só. Mais do que uma ferramenta de socorrismo, a teleassistencia da CVP acaba por ser uma forma de assegurar o bem estar emocional dos utentes.»

 

A Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa baseia-se num conjunto de serviços de resposta em situações de urgência/emergência, segurança e solidão. Suportado por equipamentos disponibilizados ao utente de forma a assegurar o pronto auxílio, o atendimento é garantido por profissionais com experiência na Cruz Vermelha Portuguesa e com formação na área social, em socorrismo, emergência, gerontologia, informática e no contacto directo com dependentes.

Permite a constante actualização através da integração de vários sensores e acessórios, assim como a introdução/configuração de novas tecnologias baseadas em telemedicina, tecnologia GPS…

Este é um serviço que se destina a todos aqueles que se encontram em situação de dependência (por velhice, doença, incapacidade ou isolamento), bem como as pessoas plenamente autónomas, mas que desejam sentir-se protegidas ou, simplesmente, combater a solidão.

 

Como funciona? 

A Teleassistência permite a interacção entre o utente, os operadores de serviço, e as redes formais e informais, funcionando através de uma Central e equipamentos, fixo ou móvel, disponibilizados ao utente. Este, sempre que queira, estabelece contacto com o Call-Center da CVP, o qual, conhecedor da situação social e de saúde, avalia a situação e dá a resposta mais adequada ao alerta. No caso do equipamento móvel, este permite, ainda proceder à localização do utente por GPS/Cell ID. No domicílio, o utente tem ao seu dispor um terminal fixo e um pendente, ambos com botão de alarme. O pendente pode ser utilizado como pulseira ou colar, é resistente á água e queda.

 

Mais informações relativas a tarifários e subscrições em www.cruzvermelha.pt/actividades/teleassistencia