Campanha “Doar um Rim Faz Bem ao Coração”


SESSÃO COMEMORATIVA MARCA O DIA MUNDIAL DO RIM
SOCIEDADE PORTUGUESA DE TRANSPLANTAÇÃO MOSTRA O QUE DE MELHOR SE FAZ NA TRANSPLANTAÇÃO NACIONAL
Sessão comemorativa organizada pela Sociedade Portuguesa de transplantação (SPT) marca lançamento da terceira fase da campanha "Doar um Rim faz Bem ao Coração", criada em 2012 com o objetivo principal de esclarecer a população sobre a doação de órgãos em vida.
 
Portugal teve uma queda de 19%[1] no número de transplantes no ano passado, alerta a Sociedade Portuguesa de Transplantação (SPT). Grande parte do problema está na queda do número de dadores, mais acentuada em 2012.
Para inverter esta tendência de decréscimo do número de dadores, a Sociedade Portuguesa de Transplantação, em parceria com o Instituto Português do Sangue e Transplantação, I.P., com o apoio da Novartis, da Abbvie, da Diaverum, da Anadial, da Delta, da GALP e da Fundação EDP lançou a Campanha "Doar um Rim faz bem ao Coração", que pretende sensibilizar e esclarecer a população para a possibilidade de ser dador vivo, e dar um órgão a quem mais precisa. No dia Mundial do Rim, 14 de Março, a SPT chama mais uma vez a atenção da população para esta problemática, apresentando a terceira fase da campanha, numa sessão que tem presença confirmada do Secretário de Estado da Saúde, Dr. Fernando Leal da Costa e do Presidente do IPST, Prof. Hélder Trindade.
Tendo como ponto de partida o lançamento de um website informativo (www.doaremvida.com) e uma página de Facebook (https://www.facebook.com/DoarEmVida), a campanha "Doar um Rim faz bem ao Coração" esteve presente junto dos portugueses ao longo dos últimos meses com acções de rua nas principais cidades do País.
A terceira fase da campanha é lançada no Dia mundial do Rim, num evento no Museu da Electricidade, em Lisboa. Uma sessão que celebra a evolução do programa nacional de transplantação nos últimos 40 anos, os sucessos de então e os sucessos dos dias de hoje, com presença de cirurgiões transplantadores, e pessoas que doaram e receberam rins em vida. Depois da sessão, os participantes serão também convidados a visitar a exposição "Passado e Presente da Transplantação em Portugal", com imagens originais do fotógrafo Rogério Martins que percorreu os principais serviços de transplantação nacionais imortalizando momentos do dia-a-dia de cada um.
O transplante de órgãos foi um dos grandes casos de sucesso do Serviço Nacional de Saúde: em 2009, Portugal liderava, a nível mundial, a lista dos países doadores de órgãos, com 31 dadores por milhão de habitantes1, e a realização de 593 transplantes renais. No entanto, os números de 2010 a 2011 inverteram esta tendência[2] e 2012 não foi melhor: os dados preliminares do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) apontam para uma diminuição de 19%1 do número de transplantes realizados no ano passado em Portugal. Foram feitos 681 transplantes em 2012, enquanto em 2011 foram realizados mais de 8302. A diminuição é patente igualmente no número de dadores, representando um decréscimo de 16% comparativamente com o ano anterior2.
"A evolução do número dos transplantes em Portugal demonstra que o País tem capacidade e possibilidade de estar na liderança da transplantação mundial, mas não está neste momento a dar a resposta necessária. A queda do número de dadores cadáver, torna fundamental a doação de rim em vida. É imperioso que as pessoas saibam que podem contribuir, e ajudar um amigo ou familiar que precise, é por isso que lançámos esta campanha de âmbito nacional", explica o Dr. Fernando Macário, presidente da SPT.


[1] Relatório de Colheita e Transplantação em Portugal da Autoridade para os Serviços de Sangue e Trasplantação, dados preliminares de 2012, acedidos a 11 de Fevereiro de 2013 em http://ipsangue.org/ipsangue2011/images/stories/Anexos_pdf/CT%20dados%20preliminares%202012.pdf
[2] Relatório de Colheita e Transplantação em Portugal da Autoridade para os Serviços de Sangue e Trasplantação, dados preliminares de 2011, acedidos a 02 de Julho de 2012 em http://www.asst.min-saude.pt/SiteCollectionDocuments/ColheitaeTransplantacao2011.pdf