Projeto "Hora do Sol Saudável" chega às escolas para prevenir o cancro da pele

ENQUADRAMENTO

O Sol é indispensável à vida. A sua luminosidade gera alegria de viver. Os raios solares ajudam-nos a fabricar a vitamina D, indispensável ao desenvolvimento ósseo. Mas o Sol em excesso é sinónimo de deserto. 

Muita gente não sabe ainda distinguir entre exposição solar benéfica e exposição solar excessiva, má e perigosa.

A luz do Sol é composta de raios com comprimento de onda e energia variáveis. Uma parte dos raios solares (UVC) é retida pela camada de ozono, verdadeiro escudo que protege a Terra. 

Os ultravioletas (UVA e B) representam apenas uma pequena parte dos raios solares e são eles que agem sobre a pele.

Existem muitas mensagens fundamentais sobre proteção solar que devem ser passadas desde a primeira idade escolar para que se possa atuar na prevenção de problemas graves de saúde, nomeadamente o risco de melanoma (cancro da pele). Algumas mensagens importantes:

1- A radiação solar que provoca queimadura solar e é cancerígena é a radiação ultravioleta;

2 - Em Portugal, deve-se evitar estar exposto diretamente ao sol entre as 11.30h e as 16.30h;

3 - A aplicação de protetor solar não dispensa a utilização de vestuário apropriado, chapéu e óculos de sol quando exposto à radiação solar;

4 - A pele tem memória da radiação solar ao longo da vida e o excesso de radiação solar provoca envelhecimento precoce e cancros de pele;

5 - As queimaduras solares na adolescência/início da idade adulta predispõem para o melanoma (cancro de pele agressivo);

6 - Pessoas de pele clara, olhos azuis/verdes, cabelos claros reagem ao sol com queimadura solar e devem aplicar regularmente protetor solar de índice elevado na pele descoberta;

7 - A exposição solar deve ser gradual e deve evitar-se a exposição prolongada com queimadura solar;

8 - A radiação ultra-violeta é refletida pela areia e pela água, pelo que, mesmo à sombra do chapéu, se deve utilizar protetor solar na pele não coberta pelo vestuário;

9 - Os óculos de sol e o chapéu que cubra as orelhas e pescoço devem ser utilizados para proteger a retina e a cabeça, orelhas e pescoço da radiação solar;

10 - A aplicação de protetor solar deve ser renovada depois de tomar banho de mar ou piscina;

11 - O protetor solar deve ser aplicado em casa, renovando-se a aplicação quando se chega à praia e a intervalos regulares durante a exposição solar (após o banho, jogo na praia, etc…);

12 - Pessoas de pele clara devem escolher protetores com índice de proteção elevado (igual ou superior a 20 ou 30), no caso das crianças sempre com índice de proteção 50;

13 - Estamos sempre expostos à radiação UV (na praia, no campo, durante a prática de desporto ou trabalho ao ar livre);

14 - Mesmo quando o tempo está enevoado, continua a haver radiação UV;

15 - Horas "seguras" são aquelas em que a nossa sombra é maior do que nós próprios ("regra da sombra").

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e Garnier Ambre Solaire (marca do Grupo 
L´Oréal) têm um papel fundamental na prevenção do cancro da pele contribuindo para uma mudança de comportamentos, informando e sensibilizando para a necessidade de proteger a pele da radiação solar. 

Sensibilizar e contribuir para a mudança de hábitos é crucial, por isso é fundamental atuar logo desde o início e junto de crianças contribuindo para o seu processo de formação e garantindo a adoção de hábitos de proteção solar corretos e saudáveis.

No sentido de sensibilizar as crianças, que são a geração futura, da importância de aprender as principais regras sobre proteção solar e com o objetivo de conhecer a necessidade de proteger a sua pele das radiações solares nasceu o projeto a ‘Hora do Sol Saudável’.

ÂMBITO

Com base nestas mensagens fundamentais sobre proteção solar, a LPCC e Garnier Ambre Solaire propõem-se desenvolver um plano de ação para o verão, que envolva as escolas do 1.º ciclo do ensino básico de todo o país - público e privado - num conceito pedagógico e socialmente responsável.

A ‘Hora do Sol Saudável’ assinala o período do dia em que a exposição solar é mais salutar. A este momento são associadas uma série de iniciativas que visam divulgar os malefícios da exposição solar no período desaconselhado (entre as 11.30h e as 16.30h) e promover comportamentos saudáveis perante o sol (ex: preferência pela sombra sempre que possível; utilização de chapéu; aplicação de protetor solar; hidratação; etc.)

Pretende-se que o impacto da ação ‘Hora do Sol Saudável’ comece nas escolas e envolva também as famílias. Através dos mais pequenos, a mensagem chegará a todos.

DESCRIÇÃO E PÚBLICO-ALVO

A ‘Hora do Sol Saudável’ é um projeto de caráter pedagógico promovido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro com o apoio Garnier Ambre Solaire junto dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico – público e privado – que irá decorrer no último período do ano letivo de 2013/2014. A ação decorrerá junto de um máximo de 30.000 alunos de turmas inscritas, a nível nacional.

A ‘Hora do Sol Saudável’ vai fazer chegar informação sobre proteção solar ao total de alunos do 1.º ciclo do ensino básico – público e privado – através de um email para todas as escolas com informação sobre cuidados a ter com o sol, assim como toda a descrição do projeto e regulamento.

A ‘Hora do Sol Saudável’ promove uma competição entre as escolas, visando premiar 3 turmas das escolas vencedoras.

OBJETIVOS

- Promover o comportamento responsável perante o sol junto de diferentes públicos (Pais, Professores e Alunos do 1.º ciclo do ensino básico);

Informar e sensibilizar as crianças em idade escolar ao nível do 1.º ciclo do ensino básico para a

importância da proteção solar;

- Envolver a comunidade educativa na dinamização das mensagens sobre os cuidados a ter com pele frente à exposição solar;

- Premiar as 3 turmas de escolas que apresentarem o melhor trabalho (Relógio Solar com material reciclado) dentro da competição;

DINÂMICA DO CONCURSO

O concurso será limitado a um número máximo de 800 turmas.

Para concorrer, as escolas devem enviar a sua candidatura através do endereço criado para a iniciativa, www.horadosolsaudavel.pt que terá toda a informação sobre a competição e respetivo regulamento.

As primeiras escolas a participar dentro do universo acima descrito terão a possibilidade de receber um kit pedagógico sobre proteção solar.

Será desenvolvido um kit por turma composto por:

- Poster e folheto díptico com informação sobre Proteção Solar com mensagens da Liga Portuguesa Contra o Cancro;

- Compromisso de “Hora do Sol Saudável”;

- 2 Embalagens de protetor solar Garnier Ambre Solaire para que os/as professores/as possam aplicar nas crianças durante a exposição solar.

O mesmo kit deverá conter carta dirigida á escola e respetivo regulamento.

As três turmas que entregarem todos os Compromissos de “Hora do Sol Saudável” assinados pelos alunos e encarregados de educação e construirem os melhores relógios solares feitos com material reciclado serão premiadas. 

Toda a dinâmica do concurso vai passar-se online.

O relógio de sol deverá ser construído numa base plana, no centro da qual é fixada uma haste fina e vertical. A ponta desta haste serve para indicar a hora do dia. As dimensões da base e da haste ficam ao critério de cada turma, contudo, o tamanho da base deve ser tal que contenha a sombra completa da haste para todas as horas do dia, nomeadamente das 6 às 21 horas.

O relógio de sol deverá ser calibrado com um relógio comum. A sombra da haste será mínima perto do meio-dia e a direção dessa sombra indica a direção Sul-Norte.

A responsabilidade dos núcleos da LPCC será apoiar no follow-up do projeto apelando à adesão das várias escolas para o concurso.

As escolas poderão obter esclarecimentos adicionais sobre o concurso através do endereço de email escolas@horadosolsaudavel.pt ou da linha telefónica 21 324 45 89 (disponível entre 12 e 30 de Maio, das 10H às 13H e das 14H às 18H).

INSCRIÇÕES

Todas as escolas do 1.º ciclo do ensino básico - público e privado - de Portugal Continental e Ilhas serão convidadas a participar na iniciativa ‘Hora do Sol Saudável’ através de inscrição online criada para a iniciativa.

As inscrições deverão ser efetuadas no espaço de uma semana no endereço www.horadosolsaudavel.pt prestando as seguintes informações, obrigatórias para a candidatura ser considerada válida:

- Nome da escola

- Número de identificação da escola e agrupamento

- Número de identificação da turma

- Nome do professor responsável pela candidatura, respetivos contatos de telefone e email

Serão consideradas apenas inscrições por escola, independentemente do Agrupamento a que pertençam.

Apenas poderão ser aceites as inscrições das primeiras 800 turmas.

Os dados facultados pela escola são da inteira responsabilidade da mesma. O erro, lapso ou omissão de dados, podem levar à desclassificação da escola.

A inscrição só é considerada válida após o envio de um email da Organização a confirmar a adesão, num prazo de 24 a 48 horas (úteis).

Para os devidos efeitos, o número de alunos comunicado no momento da inscrição, será o assumido pela Organização durante todo o concurso. A escola deverá desta forma enviar para a Organização uma declaração que comprove o número de alunos no momento da sua inscrição.

PRÉMIOS E DINÂMICAS DE ATRIBUIÇÃO DO PRÉMIO

Serão atribuídos 3 Prémios:

- 1º Lugar no valor de 2500€

- 2º Lugar no valor de 1000€

- 3º Lugar no valor de 500€

O valor dos Prémios deverá ser utilizado no melhoramento e/ou requalificação das instalações escolares das escolas vencedoras.

Os Prémios serão entregues às 3 turmas que apresentarem o relógio solar reciclado mais criativo mediante análise de júri composto por responsáveis da Liga Portuguesa Contra o Cancro, de Garnier Ambre Solaire e de um Professor do 1.º ciclo do ensino básico. 

As Escolas deverão submeter por email a fotografia do relógio solar construído pelos alunos com materiais reciclados no espaço exterior da Escola. O Compromisso de “Hora do Sol Saudável” deve ser submetido via digital.

Critérios de avaliação:

Fiabilidade – tem de marcar a hora certa e evidenciar a hora do sol saudável – até às 11:30h e depois das 16:30h;

Beleza e Originalidade – o material utilizado é reciclado mas o produto final tem de ser esteticamente agradável;

Resistência e Eficácia – uma vez que é colocado no espaço exterior da escola devemos esperar que este seja útil e que fique no espaço exterior durante algum tempo.

Os relógios solares feitos em material reciclado não podem ter logótipos.

MATERIAIS DE APOIO Á COMPETIÇÃO

Garnier Ambre Solaire disponibilizará aos intervenientes materiais para a implementação da competição, com a seguinte composição. Kit turma com:

1 - Um cartaz com informação sobre prevenção solar;

2 - Um folheto com informação sobre prevenção solar;

3 - Compromissos de “Hora do Sol Saudável” para o número de alunos da turma;

4 - Oferta de 1 creme da gama Ambre Solaire para crianças.

CRONOGRAMA DE ORIENTAÇÃO

Envio de e-convite de participação às escolas: 13 de Maio de 2014.

Período de inscrições das escolas: de 13 a 19 de Maio de 2014.

Envio de kits (turmas): 19 de Maio de 2014.

Criação de Relógio Solar: 19 a 30 de Maio de 2014.

Avaliação do júri: de 2 a 5 de Junho de 2014.

Divulgação das 3 escolas vencedoras: 6 de Junho de 2014.

Entrega do prémio na escola (turma vencedora): 11 de Junho de 2014.

DISPOSIÇÕES FINAIS

A candidatura e participação na ‘Hora do Sol Saudável’ implicam o conhecimento e aceitação, integral e sem reservas, dos termos e condições previstos no presente Regulamento

A Liga Portuguesa Contra o Cancro e Garnier Ambre Solaire reservam-se o direito de eliminar qualquer participante que esteja de alguma forma a violar o presente regulamento.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro e Garnier Ambre Solaire reservam-se o direito de terminar, alterar, encurtar, atrasar ou prolongar este iniciativa a todo o tempo, no caso de ocorrer alguma atividade ilegal ou fraudulenta, ou algum facto externo, fora do controlo da Organização, que afete o bom funcionamento da mesma. 

Nestas circunstâncias, os participantes não terão direito a qualquer tipo de compensação ou
explicação.

Serão excluídas de participar na ‘Hora do Sol Saudável’ as escolas cujas participações estejam numa ou em ambas das seguintes condições:

1. Participação com recurso a dados de registo falsos, imprecisos ou incompletos;

2. Toda e qualquer atuação ilícita e ilegal para obter vantagem competitiva no decorrer desta iniciativa.

As escolas aderentes deverão solicitar aos encarregados de educação a autorização para utilização de imagens fotográficas ou vídeo resultantes da participação dos alunos no projeto.

Os casos omissos no presente regulamento serão decididos por Garnier Ambre Solaire e das suas decisões não caberá recurso.