Exposições fotográficas dos parques e monumentos de Sintra em estações ferroviárias










- Exposição itinerante irá percorrer todo o país
- Imagens dos monumentos e parques de Sintra
- Património Mundial da UNESCO a 30 minutos de Lisboa, acessível de comboio

A Parques de Sintra, em parceria com a REFER, tem em curso uma exposição fotográfica itinerante dos parques e monumentos da Paisagem Cultural de Sintra (Património Mundial da UNESCO). A mostra, que pode ser vista neste momento na estação ferroviária do Cais do Sodré com 30 imagens de Sintra (15 das quais em grande formato), irá estar patente noutras estações do país.

A Parques de Sintra pretende com esta exposição não só dar a conhecer a riqueza do património natural e arquitetónico de Sintra, situado a 30 minutos de Lisboa, como também relembrar da importante relação entre a utilização de transportes públicos e a proteção do ambiente.

Os autores das fotografias apresentadas são Emídio Copeto Gomes, Giorgio Bordino, Gustavo Figueiredo, Jonas Tavares, Luís Pavão, Maria João de Sousa e Pedro Yglesias de Oliveira. Os espaços representados abrangem as áreas sob gestão da Parques de Sintra: Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Parque e Palácio de Monserrate, Palácio Nacional e Jardins de Queluz, Escola Portuguesa de Arte Equestre, Chalet e Jardim da Condessa d'Edla, Castelo dos Mouros, Convento dos Capuchos, Abegoaria da Quinta da Pena e Quintinha de Monserrate.

Calendário de exposições:

Cais do Sodré: 17 de julho a 4 de agosto
Cascais: 4 de agosto a 25 de agosto
Santa Apolónia: 25 de agosto a 15 de setembro
Sintra: 15 de setembro a 16 de outubro
Entrecampos: 16 de outubro a 3 de novembro
Estoril: 3 a 24 de novembro
Castelo Branco: 24 de novembro a 15 de dezembro
Guarda: 5 a 26 de janeiro

Outras datas a anunciar brevemente.

Informações para público:

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua
A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. A sua criação teve como objetivo reunir as instituições com responsabilidade na salvaguarda e valorização da Paisagem Cultural de Sintra, e o Estado Português entregou-lhe a gestão das suas principais propriedades na zona. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.
Em 2013, os valores naturais e culturais que a PSML gere (Parque e Palácio da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d'Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam aproximadamente 1.700.000 visitas, mais de 90% das quais por parte de estrangeiros.
São acionistas da PSML o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

Sem comentários:

Download do Livro Alimentação Inteligente